Três Meses.

Três meses de Dublin, três meses tentando criar uma nova zona de conforto após ter deixado tudo que me era estável pra trás. Três meses de reflexões e autodescoberta, novas conexões e novos sonhos. Três meses de saudade e nostalgia. Três meses em que eu consegui provar pra mim mesma que mesmo com os altos e baixos, consigo vencer minha própria mente.

São apenas três meses, mas parece que se passaram anos desde que eu coloquei os pés pela primeira vez na Irlanda. Muita coisa mudou desde então. As estações, meus projetos, minha concepção do mundo. Mas a mudança que eu senti de forma mais profunda foi a minha. Internamente, não sou mais a mesma. E nem sei se gostaria de voltar a ser.

Eu olho para minhas próprias fotos e demoro a me reconhecer. O tempo passa voando e a rotina morando fora faz com que os dias pareçam tão curtos que muitas vezes eu custo a acreditar que se passaram apenas alguns dias desde minha última transformação ou constatação de algum aspecto importante da vida.

Estar fora do casulo é estar em constante evolução. Nem sempre será fácil, na maior parte do tempo será doloroso, sendo bem sincera. São muitos dias chuvosos antes da chegada do verão, mas eu continuo aqui, tentando fazer valer a pena e esperançosa de que, de fato, valerá.

1 Comentário

  1. C. Menezes disse:

    Os dias de sol depois da chuva são os mais belos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s