No limite da loucura

“Você enlouqueceu? Perdeu completamente a noção?” oh, não, longe disso. Nunca estive tão sã como agora, enquanto escrevo essas palavras escutando a chuva cair lá fora, nesse verão tão atípico. Estou consciente de tudo ao meu redor, agora consigo enxergar além das aparências e ler as entrelinhas. Eu pesco intenções interpretando um simples olhar eContinuar lendo “No limite da loucura”

Teimosia

Passei minha adolescência inteira travando batalhas judiciais, então, constantemente, era chamada para acompanhamento com assistente social e psicóloga. Em certa ocasião, durante uma entrevista com a psicóloga do fórum da região, fui chamada de tinhosa pela profissional que me atendeu. Ela disse essa frase pra minha avó, que começou a rir pois sabia que eraContinuar lendo “Teimosia”

Meus livros são meus fiéis escudeiros

Eu sempre disse que os livros são meus melhores amigos. Passei minha infância praticamente inteira perdida nos universos ficcionais que me eram apresentados através das páginas dos meus livros favoritos e mesmo quando eu cresci, sempre que eu mais precisava, a literatura estava lá por mim. Acredito que os livros foram minha única companhia quandoContinuar lendo “Meus livros são meus fiéis escudeiros”

O pássaro enjaulado (e mais um de seus lamentos)

Não caibo mais aqui. E tô cansada de fingir que me encaixo. Não tenho mais ânimo e nem forças para diminuir minha grandeza e atender as expectativas dos que dizem me amar. Ou me amam pelo que eu sou, ou aprendem a lidar com minha ausência, pois eu me recuso a deixar de satisfazer meusContinuar lendo “O pássaro enjaulado (e mais um de seus lamentos)”

Nasci para ser mais

Eu sempre soube que fui feita pra mais, ainda que não soubesse muito bem o quê. Nasci sendo esse exagero, essa explosão de sentimentos, uma verdadeira compulsão léxica cujo significado permanece desconhecido e o sinônimo nunca identificado. E quando a gente é tanto, intimida, assusta, deixa quem é pouco mortificado. Mas não faço por mal,Continuar lendo “Nasci para ser mais”

Ode à minha criança interior

Pensar em crescer me faz lembrar de muitas coisas. Como quando eu deixei que uma aranha me picasse após assistir homem-aranha pela primeira vez e tive uma reação alérgica ao invés de ganhar super poderes. Eu deveria ter uns cinco anos na época, quando eu ainda acreditava em fada madrinha e varinhas de condão, quandoContinuar lendo “Ode à minha criança interior”

Cubículo

Um belo dia, acordei sufocada. Tudo parecia tão pequeno e conflitante. Senti que minha cabeça batia no teto, achei estranho e resolvi tomar providências. Mudei meu cabelo, pensei que seus longos fios eram o motivo do meu incômodo, mas a sensação ainda me perseguia. Então, resolvi limpar o armário, tirei de dentro dele coisas queContinuar lendo “Cubículo”

Por que se você comprar meu livro no mês de dezembro estará me ajudando?

Não é só porque é o mês do natal, clima festivo em que a gente presenteia nossos amados e alguns recebem o décimo terceiro ou bônus salarial que estou te incentivando a comprar meu livro, o “tudo aquilo que eu nunca disse”, mas para entender melhor, só explicando tudo desde o início, então senta queContinuar lendo “Por que se você comprar meu livro no mês de dezembro estará me ajudando?”